powered by Typeform

VC#33 Amigas no Atacama e Uyuni

A Brenda Coelho, entrevistada da semana no podcast, foi com um grupo de amigas para Santiago no Chile, passando pelo Deserto do Atacama e seguindo para o Salar do Uyuni, na Bolívia. O planejamento da viagem começou apenas com planos de ir para o deserto do Atacama com um orçamento restrito - afinal, elas ainda iam ter que juntar o dinheiro para a viagem dali a 6 meses.

Enquanto a Brenda pesquisava sobre a viagem, descobriu que havia agências que faziam o passeio do Atacama para o Uyuni de carro, numa pegada mais roots. Ao ver as fotos, ela se decidiu que queria fazer um combo dos dois passeios, mas ainda faltava convencer as amigas, né?

Ela contou que convencê-las não foi difícil, afinal, eram todas super aventureiras. E assim começou a viagem de 10 dias, partindo do Brasil direto para Santiago. Com a decisão de ir para Uyuni, elas abriram mão de parte do tempo em Santiago, rumando logo para o Atacama.

No deserto do Atacama, que é uma das regiões mais secas do mundo, elas visitaram o Valle de La Luna, com suas formações da cordilheira de sal composta de argila, sal e gesso. Além disso, como o Atacama possui 330 noites sem nuvens, sendo um local ideal para observação astronômica, elas contrataram um passeio noturno, que saía às 23h do hostel para levá-las para o observatório. O carro que as levou parecia um Uber e, depois de o motorista se apresentar, dirigiu por cerca de 40 minutos no meio do deserto. Elas ficaram morrendo de medo né? Sem sinal de celular, no meio do nada, ou melhor do deserto! Depois ele parou em frente a uma barraca e disse que era lá. Ao entrarem, um senhorzinho pediu que elas ficasse no centro da barraca... Elas sozinhas, preocupadas com o que iria acontecer... Logo descobriram que ele apenas iria tirar uma foto com o céu superestrelado ao fundo! Foi a melhor foto da viagem. Daí em diante, o tour foi ótimo - e a observação astronômica exclusiva para elas.

Os passeios no Atacama foram contratados com a agência Do Brasil para o Mundo, que elas super recomendaram. De lá, elas seguiram com uma outra agência para a Bolívia, numa viagem de carro com duas alemãs. Embora seja um passeio cansativo, a Brenda disse que são feitas inúmeras paradas nos 4 dias de viagem, com a oportunidade de observar paisagens lindíssimas.

Suas principais dicas para o passeio são:

  1. Levar dinheiro em espécie - é muito fácil levar calote nas casas de câmbio locais, então o melhor é já ir com pesos chilenos do Brasil. Ademais, assim é mais fácil conseguir boas taxas de câmbio. Ah, e a troca para bolivianos tem que ser feita por lá mesmo, de pesos para bolivianos. Não se faz a operação de câmbio aqui.
  2. Elas ouviram falar que a água da Bolívia pode fazer com que se passe mal, então levaram litros de água do Chile para lá. Vale a pena dar uma pesquisada e, de repente, levar sua própria água também!
E isso, e no próximo post, falaremos sobre Coimbra :)

Até a próxima e boas viagens!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VC#32 Expatriada em Vancouver

VC#25 Viajando para o Alabama

VC#23 Trabalhando no Worldpackers e sendo Au Pair