powered by Typeform

VC#32 Expatriada em Vancouver

Lissa Jones viajou com seu marido para os Estados Unidos em 2015 e, a partir de então, a vontade de morar em outro país surgiu. Eles começaram a estudar as possibilidades, sendo que em janeiro de 2017 começaram o processo de se candidatar ao Express Entry (Federal Skilled Worker), programa de imigração canadense. Em 2018 eles fizeram o que é denominado landing como a oficialização da entrada no país como imigrante. Mas como o marido de Lissa era da força aérea brasileira, ele tinha ainda algumas atividades para encerrar no Brasil antes da mudança definitiva, sendo que apenas em julho de 2019 eles se mudaram definitivamente.

Federal Skilled Worker (Express Entry)

É um programa do governo canadense ao qual você se candidata e, com base em suas qualificações acadêmicas e profissionais, além da sua idade e de outros fatores, você é rankeado na base canadense. Regularmente, o governo canadense emite convites de cidadania para os "prospects" melhor rankeados que tem então a possibilidade de se mudar para o Canadá.

Moradia

A Lissa e o marido foram para o Canadá sem ter fechado um apartamento, embora eles tenham visto alguns pela internet antes de se mudarem. Ao chegarem no Canadá eles ficaram na casa de primos deles por um mês até que estivesse tudo certo com a mudança. Acabou que conseguiram fechar o apartamento que haviam amado quando estavam pesquisando no Brasil. Ah, uma dica importante é de que lá não se entra no apartamento em um dia a combinar. As mudanças ocorrem sempre no dia 1º ou no 15º dia do mês.

Trabalho e Estudos

Eles foram para o Canadá apenas com o college do marido da Lissa fechado. Por estar vindo do exército, ele está fazendo uma transição de carreira e, portanto, voltando a estudar (embora seu visto seja de imigrante e não estudante). Em contrapartida, a Lissa foi já procurando emprego. Para isso ela enviou vários currículos e fez diversas entrevistas, conseguindo ser contratada já no segundo mês em que morava em Vancouver.

Preparação

A Lissa assistiu muito conteúdo no YouTube sobre como era morar no Canadá e isso, conforme ela falou, ajudou muito na hora de se mudar. Ela já sabia, por exemplo, que os bancos canadenses fazem diversas promoções para conseguir novos clientes e optou pelo Real Bank of Canada que é um bom banco para estrangeiros. Além disso, ela já sabia qual a rede de transporte público no Canadá, tendo meio que um mapa mental de quais locais seriam de mais fácil acesso para ela.

Dólar

Ela ressaltou no episódio a importância de não ficar esperando uma queda no dólar para se transferir seu dinheiro. Durante esse tempo no exterior, ela foi transferindo aos poucos esperando uma desvalorização do dólar. O que ocorreu foi o oposto, com a pandemia COVID-19. Sendo assim, ela deixou o lembrete de que não é bom ter grande parte do seu dinheiro em uma renda variável.

Quer saber mais? Escute o episódio abaixo. Até a próxima e boas viagens.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VC#13 Roadschool em tempos de homeschool

VC#23 Trabalhando no Worldpackers e sendo Au Pair