Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2020
powered by Typeform

VC#32 Expatriada em Vancouver

Imagem
Lissa Jones  viajou com seu marido para os Estados Unidos em 2015 e, a partir de então, a vontade de morar em outro país surgiu. Eles começaram a estudar as possibilidades, sendo que em janeiro de 2017 começaram o processo de se candidatar ao Express Entry (Federal Skilled Worker) , programa de imigração canadense. Em 2018 eles fizeram o que é denominado landing  como a oficialização da entrada no país como imigrante. Mas como o marido de Lissa era da força aérea brasileira, ele tinha ainda algumas atividades para encerrar no Brasil antes da mudança definitiva, sendo que apenas em julho de 2019 eles se mudaram definitivamente. Federal Skilled Worker (Express Entry) É um programa do governo canadense ao qual você se candidata e, com base em suas qualificações acadêmicas e profissionais, além da sua idade e de outros fatores, você é rankeado na base canadense. Regularmente, o governo canadense emite convites de cidadania para os "prospects" melhor rankeados que tem então a poss

VC#31 Estagiando na Bélgica

Imagem
O Samuel Jardim , graduado e mestre em Engenharia Química pela USP, decidiu durante a graduação fazer um intercâmbio. Apesar de ter tomado essa decisão mais para o final da graduação, quando o programa Ciência Sem Fronteiras já havia acabado, ele seguiu firme no seu propósito. A primeira oportunidade foi de ir para a Itália, mas acabou que essa oportunidade não deu certo. Ele comentou sobre como foi lidar com um "não" para algo que ele já tinha criado expectativas. O Samuel se lembrou então, que o professor do laboratório no qual ele tinha estagiado, enviava regularmente alguns alunos para estagiarem em laboratórios de universidades estrangeiras. Ele então pediu para que na próxima oportunidade o professor o avisasse para ele se candidatar. Quando abriu o próximo processo seletivo, o professor Jonas Gruber  o avisou. Ele se candidatou, orando para que fosse feita a vontade de Deus quanto a essa oportunidade. Seria sua última chance antes de se formar, mas ele sabia que a vont

VC#30 Desenvolvedor alocado no México

Imagem
Estevam Machado, nosso entrevistado de hoje, é desenvolvedor no Nubank  e foi alocado para trabalhar com a equipe do banco no México. Ele foi para lá no final de 2019 e, como foi a trabalho para ficar menos de 6 meses, não precisava de visto. A única exigência era de que ele tivesse um passaporte válido. A passagem pela imigração foi bem tranquila, mas como é necessário preencher um formulário, ele recomendou que se levasse uma caneta porque isso agiliza o preenchimento. Pagamentos no México O Estevam ficou surpreso ao descobrir que no México muitos lugares não aceitam cartão - até alguns museus nacionais aceitam apenas dinheiro. Ele abriu uma conta digital lá, chamada Cuenca  e usou o Transferwise para realizar as transferências bancárias para sua conta no exterior. O cartão dele chegou no hotel no mesmo dia, em cerca de 1h30. Viagens Lá no México, o Estevam visitou Oaxaca , uma cidade muito legal além de ser histórica. Além disso, viajou para a região de Cancún, visitando Tulum e as

VC#29 Inglês voltado a negócios na Austrália

Imagem
Nossa entrevistada dessa semana foi a Natália Barbosa. Formada em engenharia química pela USP, a Naty estava procurando um intercâmbio para aprimorar seu inglês voltado a negócios. Dentre as muitas opções de países para se estudar inglês, os planos dela eram de ir para a Europa, mas os preços dos pacotes da agência eram melhores para os Estados Unidos e para o Canadá. Ela fez um teste com suporte da agência para auxiliar na escolha. Os resultados não apontaram nem para Europa nem para a América do Norte, mas sim para a África ou Oceania! A Naty escolheu então ir para a Austrália e com certeza foi a escolha certa, porque em suas palavras "parecia que estava vivendo um sonho". Ah, ela não foi a única que disse isso, a Camila do 23º episódio também se sentiu num sonho vivendo em Manhattan. Visto O pacote que a Naty contratou com a agência West 1  era bem completo, incluindo tanto a obtenção do visto , quanto a permissão para trabalhar no país. Pelo que a Naty contou, é necessár