powered by Typeform

VC#2 - Guararema

Oi pessoal! No episódio de hoje falaremos de Guararema, uma pequena cidade no interior de São Paulo, para na qual fizemos um roteiro de uma tarde.

Apresentação da cidade

27s do podcast

Guararema é uma árvore que pode chegar a 25m de altura e que também recebe o nome de Pau D'Alho visto que exala cheiro de alho. Essa árvore, fornece material tanto para marcenaria, quanto suas folhagens, casca e raízes podem ser utilizadas para tratar reumatismos, úlceras e gripe. A abundância dessa árvore fez com que a cidade de Guararema fosse nomeada em sua homenagem.[1]

Guararema é uma cidade a apenas 80km de São Paulo, tendo pouco mais de 25 mil habitantes [2]. A cidade exibe um bom planejamento turístico, possuindo diversos estacionamentos públicos sem a necessidade de uso de cartão rotativo. 

O português Braz Cubas, fundador da cidade de Santos, participou da corrida pelo ouro  e, em 1560, descobriu a região de Guararema [3]. Essa descoberta foi comunicada ao Rei por carta dois anos depois. Já em 22 de setembro de 1608, Gaspar Vaz fundou o aldeamento da Escada, para o qual foram levados índios catequizados pelos jesuítas. Isso fez com que houvesse grande disputa entre os jesuítas e os colonizadores, visto que de um lado, os jesuítas, defendiam que os índios deveriam ser pessoas livres, e de outro lado, Gaspar Vaz e seus colegas defendiam a escravidão indígena. Como consequência, os jesuítas foram expulsos da capitania.

Igreja Nossa Senhora da Escada

1min46s do podcast 

A primeira capela do arraial foi construída em 1652 pelos jesuítas, sendo chamada inicialmente de Capela Nossa Senhora da Conceição. A tradição conta que os índios costumavam colocar alimentos e uma escada em cima de seus túmulos, visto que acreditavam que desta forma a "alma" do morto subiria de modo tranquila ao deus Tupã. Os padres, numa tentativa de catequização haveriam esculpido degraus ao redor da santa de modo a estabelecer um ponto em comum com os índios e facilitar a catequização destes [4].
Em 1734, os franciscanos construíram um anexo à capela que funcionava como convento franciscano. A arquitetura da igreja é barroca, tendo as paredes construídas em taipa de pilão. Ela foi tombada como Patrimônio da Arquitetura Colonial Brasileira em 1941 [5].


Restaurante Maricota

2min35s do podcast  

Ao lado da igreja, como sugestão de local para almoço, há o Restaurante Maricota, avaliado com 4 estrelas no TripAdvisor. Experimentamos a Fraldinha que estava deliciosa e vem com guarnições. Há uma variedade de sucos naturais também, experimentamos os de laranja, manga e morango. O restaurante fica aberto de quarta a domingo, sendo que de quarta e quinta ele abre às 11h30 e fecha às 16h, sextas e sábados abre às 11h30 e fecha às 23h30, domingos e feriados abre 12h e fecha às 17h30. 

Estação de Guararema

3min10s do podcast  

Em julho de 1876, inaugurou-se o trecho da Estrada de Ferro Central do Brasil (EFBC) entre Mogi das Cruzes e Jacareí, a qual passava por Guararema [5]. Em 1891, foi construída a Estação Central de Guararema [6]. A locomotiva que carregava os passageiros de Guararema ao Rio de Janeiro ficou popularmente conhecida como "Velha Senhora", sendo que a Maria-Fumaça foi restaurada e ainda faz passeios entre a Estação Central de Guararema e a Estação de Luís Carlos. 

A Velha-Senhora ou locomotiva 353 foi fabricada em 1927 pela empresa americana The Baldwin Locomotive Works. Essa companhia é considerada nos Estados Unidos como uma das três grandes empresas de locomotivas da era do vapor. A empresa faliu em 1956 devido à crença de seu fundador, Baldwin que acreditava que nenhuma nova tecnologia poderia acabar com as locomotivas a vapor [7]. A locomotiva possui 3 carros de passageiros, tendo um comprimento de 19,5m e comportando um total de 142 pessoas [8]. 

Os passeios acontecem aos finais de semana, feriados e emendas saindo às 10h e retornando ao meio-dia ou partindo às 14h30 e retornando às 16h30.  Cabe ressaltar que nem sempre há o passeio da tarde aos domingos. As reservas podem ser efetuadas através do site www.tremdeguararema.com.br. 


Parque de Lazer professora Deoclésia de Almeida Mello e Centro Artesanal Dona Nenê

4min42s do podcast 

O Parque de Lazer professora Deoclésia de Almeida Mello é uma praça onde fica o Centro Artesanal Dona Nenê, além de eventualmente sediar feiras de degustação, como o festival de inverno que visitamos em julho, no qual estavam sendo servidos diversos pratos e havia música ao vivo, como vocês podem conferir no nosso instagram @viagemcast. 

O Centro Artesanal Dona Nenê oferece artesanatos, além da famosa paçoca de pilão - a qual não experimentamos porque tínhamos almoçado muito bem no Restaurante Dona Maricota e comido um churros de doce de leite no festival de inverno. 

Recanto do Américo

5min16s do podcast  

O Recanto do Américo fica em frente ao rio Paraíba do Sul. Esse rio se forma pela união entre os rios Paraibuna e Paraitinga, que nascem no estado de São Paulo, percorrem Minas Gerais e deságuam em São João da Barra, no Rio de Janeiro. Ao leito desse rio ficam os reservatórios das usinas hidrelétricas Paraibuna, Santa Branca e Funil. As águas do Paraíba do Sul abastecem 14,2 milhões de pessoas, sendo que os esgotos despejados no rio causam uma grande preocupação com o estado de degradação do rio [9].

Mas voltando ao Recanto, nele há banquinhos para se sentar, um deck para fotografias, banheiros públicos além de segurança 24h. Em frente ao Recanto é possível estacionar em um dos bolsões públicos de estacionamento [10].

Mirante Prefeito Gerbásio Marcelino

5min58s do podcast 

O último ponto turístico sobre o qual falaremos é o Mirante Prefeito Gerbásio Marcelino, do qual é possível ter uma visualização panorâmica da cidade de Guararema. Suba ao mirante no final da tarde para observar o pôr-do-sol. No mirante há uma fonte de águas, um daqueles turísticos letreiros com o nome da cidade para se tirar fotos, além de uma luneta de uso gratuito para observar a cidade mais de perto. 

O local possui estacionamento gratuito, banheiros públicos - limpíssimos, diga-se de passagem - além de lanchonete e restaurante. O mirante fica aberto de terça a domingo, incluindo feriados e emendas, das 7h às 23h. 


No próximo episódio teremos dicas de podcasters, youtubers e outras mídias de conteúdo que gostamos de acompanhar para obtermos dicas de viagem. 
Até a próxima e aproveitem suas viagens! 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VC#35 Mestrado em Worship Studies nos EUA

VC#32 Expatriada em Vancouver

VC#33 Amigas no Atacama e Uyuni